sábado, 22 de maio de 2010

OBESIDADE INFANTIL



A OBESIDADE INFANTIL

Parte 1


Segundo a organização Pan-Americana de Saúde, a obesidade infantil já apresenta dimensões epidêmicas em algumas áreas e crescentes em outras. No mundo, existem 17,6 milhões de crianças obesas com idade menor que cinco anos (OPAS, 2003). O Surgeon General, a maior autoridade governamental em saúde dos Estados Unidos, afirma que o número de crianças obesas dobrou e o de adolescentes obesos triplicou naquele país desde 1980. Trata-se de um problema global que atinge paises em desenvolvimento, entre eles o Brasil. Na Tailândia, por exemplo, a obesidade na faixa de 5 a 12 anos aumentou de 12,2% para 15,6% em apenas dois anos, (OPAS, 2003). No Brasil, identifica-se entre crianças e adolescentes um aumento do excesso de peso em ritmo acelerado, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, apontam que em 1974, observava-se uma prevalência de excesso de peso de 4,9% entre as crianças de 6 a 9 anos de idade e de 3,7% entre os adolescentes de 10 a 18 anos. Já em 1996-97, observou-se 14% de excesso de peso na faixa etária de 6 a 18 anos em nosso pais (BRASIL, 2006).
O Ministério da Saúde descreve a adolescência como um período de constante transformação, tanto biológica quanto psico-social, nas quais os hábitos alimentares desempenham um papel importante. O diagnóstico nutricional nesta faixa etária apresenta uma dificuldade adicional, uma vez que a maturação sexual influencia a interpretação dos resultados. Adolescentes de mesma idade, sexo, massa corporal e estatura encontram-se em momentos diferentes de maturação sexual. O grande aumento do crescimento físico que ocorre na puberdade recebe o nome de estirão puberal. O ganho de estatura na adolescência corresponde à cerca de 20 a 25% da estatura final adulta e 50% do peso corporal. A composição corporal também sofre alteração neste período em relação à quantidade de massa magra, percentual e distribuição de gordura, aumentando ainda mais as diferenças entre meninos e meninas. Os dados acima apresentados demonstram a relevância da obesidade como problema de saúde pública (BRASIL, 2006).
Estas informações além de importantes são muito preocupantes, pois vários estudos apontam a associação da obesidade com outras doenças como: a diabetes mellitus do tipo 2, a hipertensão, o infarto do miocárdio, o acidente vascular cerebral e a dislipidemia. Desta forma devemos encarar com toda seriedade a questão do aumento dos índices de obesidade no mundo, e darmos a devida importância a estudos que buscam identificar fatores que influenciam para o surgimento da doença, bem como as estratégias que possam ser utilizadas para sua prevenção (BRASIL, 2006).
Estudos como o de Mascarenhas et al. (2005) nos mostram que as mudanças no estilo de vida, principalmente nas zonas urbanas, poderiam estar causando mudanças socioculturais que acarretariam alterações nos níveis de atividades físicas de nossas crianças e adolescentes, e que estas mudanças seriam responsáveis pelo aumento no número cada vez maior de obesos nestas faixas etárias. Este mesmo estudo nos traz também informações sobre o risco aumentado de uma criança ou adolescente tornarem-se adultos obesos (Mascarenhas et al, 2005).

quarta-feira, 19 de maio de 2010

MUSCULAÇÃO

Ronnie Coleman

MUSCULAÇÃO / FISICULTURISMO

Nenhum programa de treinamento poderá alcançar sucesso se não for acompanhado de nutrição adequada e compatível com a fase do treinamento em que o atleta se encontra. Se adicionados todos os aspectos envolvidos no treinamento, a nutrição, como peça fundamental, pode chegar a até 60% em importância, segundo muitos especialistas. Desta forma, todas as pessoas envolvidas em um programa de treinamento sério devem estar preparadas a dedicar muita atenção à alimentação. Isto envolve a abdicação de velhos hábitos alimentares, tais como comer excessivas quantias de frituras, chocolates, bolos e sorvete; envolve tempo e dinheiro, porque um culturista deve se alimentar muito freqüentemente com alimentos de qualidade e isto custa caro, muito mais caro do que a mensalidade da academia que muitos reclamam na hora de pagar. Portanto, se você quiser crescer, esteja preparado para gastar bastante com a conta do supermercado.
A musculação, ao contrário do que muitos imaginam, é uma atividade bastante útil para queimar calorias, tendo a características de continuar a gastar altas taxas de calorias mesmo após ter cessado o treinamento, pois a volta à calma é gradual e lenta devido à grande necessidade de reparação tecidual, enquanto atividades aeróbias, tais como corrida e natação, queimam calorias em maior quantia apenas durante a atividade, tendo uma redução de nível metabólico mais rápido. Iremos apresentar alguns complementos alimentares mais usados e eficientes, utilizados no mundo do culturismo.
Tudo o que for aqui sugerido é direcionado a pessoas aparentemente saudáveis e, mesmo assim, um programa de dieta totalmente direcionado às necessidades individuais de uma pessoa só pode ser prescrito por um nutricionista ou médico nutrólogo.


COMPLEMENTOS PROTÉICOS
Sabemos nesta altura do campeonato a importância das proteínas para a edificação da massa muscular (sem proteína não se constróem músculos). É por isso que a indústria de complementos alimentares tem à disposição no mercado diversos complementos protéicos tais como albumina de ovo, caseinato de cálcio, proteína hidrolisada de soja, whey protein (proteína do soro do leite) etc. Estas proteínas possuem diferentes graus de retenção de nitrogênio no organismo sendo que “whey protein” possui este grau mais elevado, sendo portanto, de melhor qualidade e de mais rápida absorção. É muito conveniente seu consumo após o treino e de manhã cedo, quando a reposição de aminoácidos é necessária o mais rápido possível. Em seguida escolhem-se as outras proteínas hidrolizadas (pré-digeridas) e por último as proteínas concentradas, a saber, a caseína e a albumina que, na verdade, não passam de proteínas brutas.
O fato é que o organismo humano é adaptado a absorver proteínas de fontes naturais animais ou vegetais. Estes complementos protéicos podem servir para tornar eventualmente a sua vida mais fácil no tocante à obtenção de proteínas de acordo com as suas necessidades diárias. Mas lembre-se que, analisando a relação custo/benefício, quilo por quilo de proteína, muitas vezes é muito mais barato comprar carne ou ovos do que estes complementos, sem contar que carne é carne e estes complementos nem sempre contêm aquilo que alardeiam. Olho aberto!

AMINOÁCIDOS DE CADEIA RAMIFICADA BCAA


(L-leucina, L-valina e L-isoleucina)
Estes aminoácidos perfazem um terço de toda a proteína muscular. A complementação com BCAA evita perda de massa muscular e força devido ao efeito de treinamento rigoroso. É recomendado a administração de BCAA antes e logo após o treino a ser ingerida com sports drinks ou solução de glicose, porém não com a refeição, pois os BCAAs irão concorrer com as outras proteínas presentes nos alimentos, dê um intervalo de 15-30 minutos pra que possa realizar a sua refeição após a administração de BCAA.

HMB (Beta-hidroxo Beta-metilbutirati)
Esta substância é um metabólito do aminoácido de cadeia ramificada leucina que tem uma ocorrência natural em alimentos de reino animal e vegetal. O HMB também é produzido no corpo, sendo que esta quantidade diária varia de 0.1 a 1 grama dependendo da dieta. Milho, algumas frutas cítricas e alguns peixes parecem ter boa quantidade desse elemento. Mas o que há de especial a respeito desta substância? Ocorre que, em 1995 na conferência do Colégio Americano de Medicina do Esporte em Minneapolis, demonstrou-se que o uso de HMB provavelmente cause grande aumento de força e volume muscular. Não que este tenha efeito anabólico, mas sim por suas propriedades anti-catabólicas, como sugerem os cientistas. Recentes
evidências demonstram que até 75% dos resultados obtidos em ganho de massa muscular por uso de esteróides anabólicos residem na sua capacidade anti-catabólica tendo, portanto, mais importância do que a propriedade anabólica propriamente dita. Desta forma, é fácil de notar a importância da suplementação com substâncias que tenham o poder anti-catabólico. A suplementação com 3 gramas de HMB, que é uma dose 3 vezes superior àquela que é o máximo que o organismo produz, pode causar significativo aumento de força e massa muscular.
É importante considerar que comida natural já é caro, especialmente as que contêm proteínas de que nós tanto precisamos. Quando passamos a considerar os suplementos, o preço pode atingir o céu. Substâncias como creatina monoidrato, “whey protein” e outros são muito caros. Se o seu orçamento permitir que você faça uso destes suplementos muito bem, caso contrário não se preocupe, isto não quer dizer que você não possa fazer um bom trabalho. Os culturistas do passado não tinham nenhum destes artifícios e assim mesmo conquistaram físicos brilhantes. Pense bem antes de investir o seu dinheiro.

Consideração importante sobre o uso de suplementos
Procuramos ser o mais técnico possível, da mesma forma com que inicialmente pesamos na balança o que comemos até termos uma idéia melhor da quantidade de alimentos, procuramos selecionar bons complementos alimentares nos quais podemos confiar. Procuramos sempre os suplementos sem sabor, ou seja, com sabor natural. Como pode uma proteína tipo Whey ser 100% se possui sabor tal, mais adoçante e corantes? Logicamente já não será mais 100%, o mesmo achamos válido para mix protéico, maltodextrina e dextrosol. Refeições líquidas podem conter sabor que, às vezes, é bem agradável.

Essas informações foram baseadas na palestra de Ronnie Coleman na época (5 vezes campeão mundial de fisiculturismo) durante sua visita ao Brasil em 24 de Maio de 2002, no Rio de Janeiro. São informações bastante resumidas mas de grande interesse por parte daqueles que apreciam e acompanham o fisiculturismo mundial.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

HIDROGINÁSTICA



A PRÁTICA DOS EXERCÍCIOS FÍSICOS NA ÁGUA

A História nos mostra que os exercícios físicos na água vêm sendo realizados a vários séculos e de diversas formas, a hidroterapia até a mais recente atividade aquática, denominada hidroginástica. Existem várias publicações dando referências à terapia pela água, da Era Greco-Romana", até os dias atuais.
A terapia na água, vai de uma simples caminhada até a execução de exercícios mais elaborados para as diversas partes do corpo, com objetivos e finalidades diferentes.
A hidroginástica surgiu na Alemanha para atender inicialmente um grupo de pessoas com mais idade, que precisava praticar uma atividade física segura, sem causar riscos ou lesões às articulações e que lhes proporcionasse bem estar tísico e mental.
Essas pessoas foram levadas à piscina para exercitarem-se, obtiveram ótimos resultados, foi dessa forma que surgiu a hidroginástica.
Essa atividade dentro d'água, chegou ao Estados Unidos, foi aperfeiçoada e difundida, ganhou muitos adeptos, incluindo-se atletas de várias modalidades de esportes.

No Brasil a hidroginástica começou aproximadamente há 18 anos, atualmente é bastante divulgada e praticada em clubes, academias de ginástica, Universidades, para as mais diversas faixas etárias, inclusive fazendo parte do programa de treinamento de diversas modalidades esportivas.
A prática de atividades físicas em piscinas, apresenta-se sobre vários programas denominados: Hidroaeróbica, Hidropower, Hidroginástica, Aquanástica, Aquabengh, etc.. A estrutura básica são os exercícios de aquecimento, alongamento, exercícios aeróbicos, exercícios localizados, relaxamento muscular.
Por que Hidroginástica?
Porque é um programa ideal de condicionamento - que levará você à uma boa forma física, tem como objetivo, melhorar a saúde e o bem estar físico e mental, é destinado às pessoas de ambos os sexos, independente de saberem ou não nadar.
Agua e exercício físico são uma combinação saudável que sempre deu certo, aqueles que não se sentem bem numa sala de ginástica, ficam bem à vontade dentro da piscina fazendo hidroginástica.

Hidroginástica não é uma forma de hidroterapia, que é uma ciência aplicada por fisioterapeutas, mas alguns exercícios da hidroginástica, têm efeito terapêutico, proporcionando ao aluno, melhorar a capacidade funcional dos músculos e aumentar a amplitude articular.
Objetivos dos Alunos


1º ) Praticar uma atividade física:
2º ) Melhorar os sistemas: respiratório, circulatório, cardíaco;
3° ) Perder peso;
4° ) Fortalecer a musculatura;
5° ) Aliviar dores na coluna vertebral;
6° ) Aliviar tensão, stress;
7° ) Manutenção da forma física;
8° ) Condicionamento Físico;
9° ) Treinamento Físico;
10°) Recuperar lesões.

Aspectos Físicos e Efeitos Fisiológicos


Ao entrar na piscina os vasos cutâneos constringem-se momentaneamente causando a elevação da pressão arterial, após alguns minutos, os vasos dilatam-se, provocando a redução da pressão arterial, voltando ao normal.
Durante os exercícios, a pressão arterial sofre pequenas alterações principalmente a mínima que sobe 1 ponto enquanto que a máxima, pode subir de 1 a 6 pontos, dependendo do esforço aplicado.

Os exercícios, na água, aumentam o suprimento de sangue nos músculos produzindo os seguintes efeitos:
1) Alívio da dor e do espasmo muscular,
2) Desenvolve a força e a resistência muscular,
3) Aumenta a circulação sanguínea,
4) Provoca um relativo relaxamento muscular,
5) Aumento da resistência do sistema cardiovascular,
6) Facilita a execução dos movimentos, possibilitando maior amplitude articular,
7) Melhora as trocas gasosas, transportando mais oxigênio.

Dentro da água, o aluno é capaz de exercitar-se com mais conforto, a flutuação proporciona alívio do peso corporal, a força de gravidade é contra balanceada pela flutuação através do empuxo.

Benefícios da Hidroginástica
1) Melhora o sistema cardio-respiratório,
2) Melhora o condicionamento físico,
3) Desenvolve os músculos, a resistência muscular,
4) Aumenta a amplitude das articulações,
5) Ativa a circulação,
6) Melhora a postura,
7) As articulações sofrem mínimo impacto.
8) Alivia dores na coluna vertebral,
9) Alivia as tensões e o stress do dia a dia
10) Tem efeito relaxante
11) Melhora os aspectos físicos e psicológicos
12) Proporciona um bem estar físico e mental
Fonte: Manual Básico de Hidroginástica, Vicente Bonachela
LEMBRE-SE: Antes de submeter-se a qualquer treinamento físico, procure um profissional de Educação Física

domingo, 16 de maio de 2010

O QUE É EDUCAÇÃO FÍSICA


LIVRO: O que é Educação Física - pdf - Hospedagem no rapidshare

A CABANA Livro: pdf


Estou novamente postando o belo livro "A CABANA" para baixar
VIGOREXIA
Vigorexia ou transtorno dismórfico muscular, ocorre quando o volume e a intensidade de exercício físico praticado por um indivíduo excede a sua capacidade de recuperação, e pode-se somar ao fato de apresentar uma auto-imagem um tanto distorcida, em quadro psicologicamente patológico.

É classificada como um Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) e mais especificamente, se acompanhada de uma auto-imagem distorcida, é um transtorno dismórfico corporal.

Foi primeiramente diagnosticada como um transtorno obsessivo compulsivo pelo médico Harrison Graham Pope Jr., professor de psicologia em Harvard que a nomeou de vigorexia ou Síndrome de Adônis (relacionando-a com o deus grego Adônis, de grande beleza física).

Indivíduos acometidos desta síndrome, são pessoas que mesmo fortes fisicamente, ao se vizualizarem em espelhos, por exemplo, se sentem fracos, de maneira similar aos acometidos de anorexia, que ao se vizualizarem, sempre consideram-se gordos.

Acomete predominantemente indivíduos do sexo masculino, mas também se evidencia em indivíduos do sexo feminino, e em ambos os casos, predominantemente associado a prática de musculação e ao fisiculturismo, embora deva-se destacar, não necessariamente um fisiculturista seja acometido desta síndrome.

Deve-se assim separar o quadro do indivíduo que é acometido de tal comportamento em dois grupos, ou quadros: o do indivíduo que pratica exercícios de qualquer tipo exageradamente (no que é relacionada intimamente ao termo overtraining - "sobre-treinamento" em inglês, no sentido de treinamento excessivo), do indivíduo que, além disso, ou inclusive em detrimento de fazer-se exercícios exageradamente, jamais se contenta com seu volume corporal, com enfoque na massa/volume muscular. Exemplificando, um indivíduo pode ter obsessão pela prática de exercícios, como a corrida ou a natação, levando-o ao "sobre-treinamento" (overtraining), mas não apresentando uma obsessão pelo volume muscular, para o que inclusive exercícios aeróbicos são inadequados e improducentes. Por outro lado, os obcecados por volume muscular podem passar a se exercitar adequadamente com vistas ao volume muscular, mas somarem a excessiva ingestão de suplementos alimentares e mesmo anabolizantes de diversos tipos, além de outras substâncias com as mesmas finalidades, inclusive com o abandono e até desprezo por qualquer acompanhamento médico adequado ou mesmo coerente com as prescrições farmacológicas da literatura.

Tais indivíduos, além de perseguirem o volume muscular por todos os fins e com intensidade, passam também, correspondentemente, a apresentarem comportamento depressivo quando perdem volume muscular por algum motivo (uma infecção ou um acidente limitante do exercício ou alimentação, por exemplo). Em paralelo a tal comportamento, quando apresentam reações tóxicas a medicamentos que são usados no seu aumento de volume muscular ou manutenção da qualidade de seu aspecto (no que é chamado de definição muscular, por exemplo) ou fármacos usados como auxiliares nisto, recusam-se a aceitar que necessitam cessar o uso de tais medicações ou procurar apoio médico.

O quadro de sobre-treinamento propriamente dito, igualmente, em função do desgaste que gera, ou das dificuldades de motivação para ser mantido, pode ser associado ao consumo de estimulantes de todos os tipos, desde a comum cafeína oriunda de diversas fontes, em demasia, passando pelas anfetaminas de diversos tipos, até a cocaína.
Fonte: wikipedia


O BUDISMO E A PAZ

A paz não é um conceito abstrato e remoto de nossa vida diária. É uma questão de como cada um de nós planta e cultiva as sementes da paz em nosso mundo real, em nosso cotidiano, nas profundezas de nosso ser e por toda nossa vida. Tenho certeza de que nisso se encontra o caminho mais seguro para a paz duradoura.

A paz não se concretiza com uma espera passiva. Deve ser trabalhada com energia e concentração. A "arma" mais poderosa daqueles que desejam criar a paz é o diálogo, a recusa em abandonar a capacidade da linguagem, que é o que nos faz humanos. O diálogo e a comunicação - seja qual for o resultado imediato - são em si um ato de fé em nossa humanidade. É essa fé que devemos nos empenhar incessantemente para fortalecer e reafirmar. A luta para compreender e ser compreendido requer que cada um de nós retorne à fonte mais profunda de nossa humanidade, além das diferenças históricas, culturais e de crença.

Nós todos fazemos parte da grande família da humanidade e somos moradores em comum de uma imensa casa chamada Terra. Não há outra forma se não nos entendermos. Mesmo que ressalte a importância de sua raça ou de sua crença, sem a paz, não existe nem a religião nem a prosperidade do povo.

Cada um de nós tem diferentes personalidades e temperamentos. Cada qual pensa de um modo diferente. Nossas bagagens culturais diferem, assim como nossos costumes. A fim de superarmos essas diferenças, a primeira coisa que devemos fazer é nos tornarmos amigos.

Os alegres intercâmbios de amizade entre as pessoas ampliam o caminho para a paz.

Como aspiramos a concretizar um século de união global, é mais do que natural que diálogos pela paz e intercâmbios educacionais e culturais que transcendam as fronteiras de religião, raça e nacionalidade tornem-se cada vez mais importantes.

Uma transformação em nossa determinação inicialmente produzirá uma transformação nos limites internos de nossa vida; isso nos possibilita a manifestar qualidades de excelente saúde, uma força abundante e uma ilimitada sabedoria. Uma vida que foi transformada dessa forma conduzirá outras em direção à felicidade e se comprometerá em extinguir o mal. Também terá um impacto na sociedade e no meio ambiente, transformando ambos num paraíso de paz e prosperidade.

A paz mundial inicia-se com uma grande revolução humana de uma única pessoa. Em primeiro lugar, deve-se realizar decididamente uma mudança pessoal -- uma revolução do próprio ser. Se mesmo uma única pessoa fizer sua revolução humana, a felicidade se espalhará entre aqueles que estão ao seu redor, assim como a água molha a terra seca. Uma esfera de paz e felicidade se formará ao redor dessa pessoa.
"Auto-aprimoramento" e "levar paz e segurança às pessoas" pode parecer muito simples. Mas Confúcio ensinou que aquele que pode realizar isso é de fato um líder da mais alta qualidade.

A compreensão budista de benevolência pode, estou certo, servir para criar uma nova cultura de simbiose que seja baseada no respeito pela pessoa humana, ou para criar um novo relacionamento com a natureza que seja de florescimento mútuo da humanidade e do meio ambiente global. Além disso, ela encoraja o tipo de ação altruística ou prática de Bodhisattva que pode redirecionar a história humana da divisão para a unidade, da confrontação para a harmonia, da guerra para paz.

A tolerância é o pré-requisito para a coexistência pacífica de todos os povos da Terra e a única alternativa para o ódio que leva aos horríveis crimes contra a humanidade. O ódio é o lado maligno da tolerância.
Fonte: http://www.bsgi.org.br/paz_conceitos.htm

Alongamento: LIVRO pdf

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Método Pirâmide
Este método fundamenta-se na correlação Volume x Intensidade de treinamento (GODOY,1994:54). A cada set ( grupo ) de determinado exercício ocorre a diminuição ou aumento do número de repetições realizadas e simultâneo aumento ou diminuição do peso.
Existem 2 formas mais conhecidas:

Pirâmide crescente
Vantagens:

- Preparação do sistema neuro-muscular de maneira gradativa para esforços mais intensos;
- Preparação psicológica para os sets mais pesados;
- Estimula unidades motoras de diferentes potenciais de excitação, durante o treinamento;
- Aumento da força dinâmica e da força pura;
Obs.: O método é de grande intensidade, a utilização do método deve ser de curta duração em uma periodização


Pirâmide decrescente (Set Descendente)
O método justifica-se pela necessidade de diminuir o peso pela pouca disponibilidade de ATP e pelo aumento de estímulos inibitórios
Vantagens:

- é mais seguro executar os exercícios com carga máxima, quando a musculatura estiver descansada;
- Aumento da endurance muscular;
- Estimulação de unidades motoras de diferentes potenciais de excitação

Aplicação: Como serão utilizadas cargas máximas logo no início do treinamento, deve-se observar cuidadosamente, o aquecimento.


LEMBRE-SE: Antes de submeter-se a qualquer treinamento físico, procure um Profisional de Educação Física

terça-feira, 11 de maio de 2010

Andréa Carvalho

SUPER SÉRIE
Aqui se trata de alternar, em seqüência e sem pausa, dois exercícios para músculos antagonistas. Por exemplo: uma rosca direta para o bíceps e uma extensão tríceps. Ou extensão do joelho, para o quadríceps, e flexão dos joelhos, para os crurais. Ou ainda, um desenvolvimento supino, para o peitoral, seguido de uma remada, para as costas.
Dois exercícios seguidos para o mesmo músculo não caracterizam uma super série, tecnicamente falando. Mas os atletas têm se limitado a alternar dois exercícios, sem observar se são músculos antagonistas, ou não, passando a chamar este procedimento de "superseriar".
Não obstante, ambas as técnicas têm dado excelentes resultados, desde que seja controlado o volume total do treinamento. Como vimos, quanto mais alta for a intensidade do treino, menor será sua duração.
Normalmente, o procedimento de superseriar os exercícios ajuda a romper um período de estancamento. As mudanças são fundamentais para o progresso em musculação.